A importância do Google Maps no marketing digital

    Por

    29 | Sep | 11

    Já parou para pensar que serviços de geolocalização, como o Google Maps, são a nossa nova lista telefônica? Quando precisamos de algum endereço, corremos para o buscador e colocamos telefone+loja+bairro? Às vezes, nem isso. Só jogamos lá o básico, piscamos e temos a informação a um clique em 0,23 segundos.

    No cenário de não muito tempo atrás, quando precisávamos saber algo mais específico sobre uma marca, ligávamos para o informador ou pegávamos a imensa lista telefônica. Nesse último suporte, catávamos, literalmente, a informação com fonte tamanho 7. E tínhamos que nos contentar com o nome, endereço e telefone. Hoje, além de saber o básico, temos acesso a uma série de informações qualitativas que ampliam as possibilidades de consumo dos usuários, a partir de dados confiáveis, como indicações de amigos.



    Os profissionais de gestão e monitoramento de mídias sociais devem estar atentos à manutenção desses resultados para os endereços dos seus clientes. Ter o negócio do seu cliente registrado no Google Maps, é obrigatório, gratuito e simples. O processo leva em média um mês e necessita de um email do Google. Após fazer o registro como proprietário, o Google envia para o endereço cadastrado uma carta com um código “PIN”, que validará as informações registradas e dará acesso ao proprietário a alguns dados. É muito importante orientar os funcionários da marca para não descartarem esse comunicado, pois até eles enviarem outro, você perde um mês e meio ou dois.

    A partir de um local corretamente registrado no Google Maps você tem acesso a algumas estatísticas, por exemplo, de quantas pessoas visualizaram as informações do local, quantas clicaram no site, principais termos de consulta, etc. É possível inserir também imagens, vídeos e informações adicionais, como palavras-chaves relacionadas ao local ou diferenciais do próprio negócio. O ato de inserir essas palavras vale também como estratégia de Search Engineer Optimization – SEO. No gerenciador, você ainda pode colocar uma informação em destaque. Abaixo um exemplo do destaque atual do Misaki.


    Outra coisa legal do Google Maps é a possibilidade de usar a plataforma como canal de comunicação e termômetro de satisfações e insatisfações dos clientes. O proprietário pode interagir com os usuários que deixaram as resenhas, agradecendo a opinião e fazendo os ajustes necessários nos produtos, serviços, etc. Exemplo:


    Tão importante quanto o Google Maps são os resultados dos guias como o Apontador e o Guia Mais. Hoje, mais de 20% das buscas feitas no Google apresentam um item de localização. O profissional de gestão e monitoramento de mídias sociais deve fazer um levantamento dos resultados e buscar alinhar os dados.  Verificar se a forma do endereço está escrita corretamente, o CEP, o telefone e as informações adicionais. Nesses guias, também podemos colocar resenhas e, em alguns, cadastrar locais gratuitamente e editar informações já existentes.

    Após o cadastro e atualização de dados, a próxima etapa é o encorajamento de resenhas, comentários e avaliações, mas isso já é outra história. Em breve, traremos mais dicas e reflexões sobre pequenos esforços de SEO que têm impacto no marketing digital. Até logo!

    * * * * * 4 votos.


Comentário










* Campos obrigatórios

<< voltar à página inicial

  • 85 3402.3898


  • Rua Vicente Leite, 725 60170150 Meireles Fortaleza

© 2011    Being    todos os direitos reservados