Resumo Parte 1 – Curso de Marketing em Mídias Sociais com @interney

    Por

    06 | Apr | 11

    Quarta passada participei do curso de Marketing em Mídias Sociais com Edney Souza (@interney) promovido pela @4social que antecipou a abertura do evento #Desencontro aqui em Fortaleza. A seguir compartilho algumas anotações que considerei relevantes.

    A apresentação inicia com muitos dados sobre o atual cenário das mídias sociais no Brasil e no mundo, entre eles, a estatística de que 84% das 100 maiores empresas do mundo utilizam, pelo menos, um desses canais de comunicação: Orkut, Twitter, Facebook, Formspring, etc. Vamos combinar que, aqui no nosso mercado, ainda se faz necessário convencer por “A + B” alguns empresários sobre a importância de inserir sua empresa nesse contexto digital. Para quem curte os números, fica a dica.

    Um dos participantes levantou uma questão interessante sobre o uso das redes, mais especificamente sobre segmentação: “Devemos concentrar todas as informações sobre um cliente em uma só conta de rede social ou devemos criar vários perfis?”. Edney argumentou que depende do tamanho da empresa e do perfil de interação dela. Se for muito comum a empresa fazer sorteios, o ideal é que ela crie uma conta no Twitter – ou em outra rede – específica para este fim. O excesso de promoções em um perfil de caráter institucional pode desmotivar e até confundir os fãs da marca.

    Digam-me se vocês têm esse mesmo sentimento: tem umas poucas marcas que eu adoro³, mas só fazem dar bom dia e fazer promoção. Fico pensando conteúdo, cadê você?

    Outro participante indagou sobre uma situação de descentralizar a comunicação de três empresas que pertenciam ao mesmo dono/grupo. O palestrante alertou que é muito importante sempre nos colocarmos no lugar do público. “Quem trabalha na organização percebe a ligação entre as empresas, mas talvez quem esteja de fora não”. Na dúvida, é melhor optar por fazer a tática de “cada macaco no seu galho”.

    E sobre uma empresa que possui várias unidades? Posso concentrar todas as informações em uma só conta já que é a mesma empresa? O palestrante recomendou que o ideal é que cada unidade tenha sua conta específica pois, às vezes, o cliente tem uma reclamação sobre a loja “Sul” e não sobre a “Norte” e pode fazer sua queixa com mais foco. Essa recomendação é válida também para segmentar algumas ações de acordo com o perfil de consumo das unidades.

    Outra discussão iniciada no curso e que já vêm tomando forma na internet é sobre a importância da criação da política de uso das redes sociais dentro das empresas. É complicado uma empresa trabalhar planejando marketing digital ou fornecendo esse serviço e não ter seus funcionários familiarizados com as ferramentas e conceitos, principalmente, aqueles que ficam em contato direto com os clientes finais.

    Restringir é o que a maioria das empresas fazem por ser mais prático. Edney propôs a liberação com direcionamento e transparência. Esse tema é delicado e merece ser discutido mais profundamente em outro momento. Recomendarei uns links sobre esse assunto lá no fim.

    Falando ainda sobre a política de uso das redes sociais dentro das empresas @interney citou uma situação comum em algumas empresas em que o setor da tecnologia da informação não anda de “mãos dadas” com o planejamento de ações em redes sociais. Por isso, de vez em quando, vemos notícias de sites que ficaram fora do ar por excesso de tráfego e de campanhas que não deram certo por falta de estrutura tecnológica.

    Sobre planejamento, Edney reforçou a importância de que cada conta criada em rede social deve ter um objetivo. De que adianta uma marca estar espalhada em diversas redes se ela faz um trabalho igual em todas? Esse tópico me lembrou de alguns cases legais sobre o uso do formspring, clica aqui.

    Qualidade e não quantidade. Já falamos sobre essa questão anteriormente aqui no blog da Being no post sobre o Zé das Castanhas no twitter e também foi um ponto marcante no curso. Não vou me estender nesse ponto, mas não custa nada relembrar.

    Os comentários acima resumem um pouco a 1ª parte do curso. No turno da tarde o palestrante focou em métricas e apresentou várias ferramentas gratuitas, uma delas é sobre um aplicativo que conta o número de tweets como comentários eu não conhecia e achei legal, mas conto mais no próximo post. Até lá!


    Os links prometidos sobre o Uso de redes sociais nas empresas

    Cuidado no comportamento online dos funcionários http://ow.ly/4uFsH por Webinsider

    Redes sociais nas empresas – Começando de dentro pra fora http://bit.ly/dRpW7Z por @danielpaulinoS

    Liberar sites de redes sociais na empresa virou ação de empreendedorismo http://ow.ly/4uFvv por @wgabriel1

    * * * * * 2 votos.


Comentários (4)

  • Oi Bequinha,

    Parabéns, o artigo ficou FANTÁSTICO! Gostei demais das referências, lendo todos os posts vinculados. Heita, heita, que minha mãe queria ter uma filha assim (mas como ela já tem este lindão que vos fala ela já está feliz hehehehhe).

    Abraços a toda equipe Being,

    Fernando Alves!
    http://www.camisetasuniversitarias.com.br

  • Super legal suas considerações, Rebeca!
    Lendo esse post fiquei com a impressão de que só eu fiz perguntas no curso… hahahaha as duas perguntas que você citou fui eu quem fiz!

    A segunda parte do curso e as ferramentas mostradas foram dicas super preciosas. Espero o próximo post!

    :)

  • Rebeca Freitas says:

    Oi, Fernando!

    Agradeço seu comentário e atenção. Que pena que não pude compartilhar o material, mas em breve postarei sobre algumas dicas de ferramentas dadas pelo Edney no mesmo curso. Abraço!

  • Rebeca Freitas says:

    Oi, Thalita!

    Eu fiquei lá no “fundão” e confesso que tive problemas em visualizar as pessoas que argumentaram. Se houver algum questionamento que me intrigou e eu não lembrar vou dar o crédito a você hahaha! Muito obrigada por comentar aqui. Sucesso para você!

  • Comentário










    * Campos obrigatórios

    << voltar à página inicial

    • 85 3402.3898


    • Rua Vicente Leite, 725 60170150 Meireles Fortaleza

    © 2011    Being    todos os direitos reservados