Conteúdo digital: a saga antes de clicar em Publicar

    Por

    26 | Feb | 13

    Este texto aplica-se à realidade de pequenas e médias empresas. Os exemplos descritos são incomuns em clientes de grande porte.

    Brindes, risos e pulinhos de alegria. Você fechou um contrato de gestão de conteúdo digital ou gestão de mídias sociais, e o cliente quer que as atualizações comecem ontem, se puder para antes de ontem, melhor ainda. Você tenta barganhar um prazo para apresentação do planejamento de presença online e conteúdos digitais, mas ele não quer nem saber ou não tem tempo para ver isso agora e diz: “vai tocando aí”.

    Isso pode ser um sinal de confiança em seu trabalho/empresa, mas esse tempo que o seu cliente não investiu fazendo o alinhamento do foco editorial vai fazer muita diferença. Mesmo com a experiência adquirida e com ampla pesquisa feita, o gestor de conteúdo e relacionamento digital, em algum momento, cometerá erros conceituais relacionados ao negócio do cliente. Não só por falta de atenção, mas por falta de uma clareza organizacional.

    É preciso esclarecer para os stalkeholders, principalmente para os que trabalham com a comunicação da marca, independente do ambiente, qual é a identidade da empresa. A identidade da marca consiste na manifestação de sua essência, o que a empresa é e o que ela promete aos seus consumidores, além de todos os esforços que ela faz para alcançar essa proposição.  A identidade da marca é resultado de uma visão interna.

    O próximo passo demanda um questionamento: como sua marca quer ser conhecida? A simpática, a calorosa, a miguxa, a imparcial, a escrachada, a feliz, a luxuosa, a cool, a séria, a sustentável e por aí vai. Esta resposta define o posicionamento da empresa, que é uma visão externa de como os clientes lembrarão sua marca. Isso pode ser constatado por meio de pesquisas qualitativas e análise de interatividade com o público.

    Estas definições vão nortear toda a curadoria de conteúdo – imagens, textos, fotos, entrevistas e seleção de material já publicado – criação de conteúdo especializado, tipos de parcerias etc. O tipo de conteúdo compartilhado no ambiente digital auxilia na formação da percepção de marcas pelo público ou no reforço de posicionamentos já estabelecidos. Por isso ele é tão importante! Você vê uma propaganda ou ação de marketing em um evento e considera muito inovador, e, ao entrar em contato com a marca por meio de alguma mídia social, tem a sensação de continuidade de linha editorial. Mesmo em diferentes ambientes, a marca mantém seu discurso, reforçando sua identidade e contribuindo para o seu posicionamento.

    A diversidade da linha editorial colabora para a construção da imagem da marca, que, por sua vez, influencia a percepção de qualidade dos produtos e a decisão de compra do público-alvo. “Acordei, quero ser A marca feliz”. Não é bem por aí. É necessário percorrer todo esse caminho antes de apertar o primeiro “publicar” ou “tweet this”.

    Google Imagens

    * * * * * 2 votos.


Comentário










* Campos obrigatórios

<< voltar à página inicial

  • 85 3402.3898


  • Rua Vicente Leite, 725 60170150 Meireles Fortaleza

© 2011    Being    todos os direitos reservados