O que busca o consumidor “verde, online e consciente”

    Por

    12 | Jul | 12

    O que motiva o consumidor atualmente? O que o comove e o que busca? As respostas a tais perguntas podem ser a chave para o “jardim secreto” do planejamento de marketing perfeito. Mas, se fosse assim tão fácil, não teria graça! O que podemos obter dessas informações vem através da observação minuciosa de pesquisas de mercado e são apenas pistas, indícios que apontam para um caminho mais provável, são as migalhas deixadas pelo comportamento do consumidor.

    Ao observar determinados grupos, veremos que eles tendem a agir conforme certo padrão, que por sua vez depende do tempo, do lugar e do contexto sócio-econômico-cultural em que vivem. Esses gostos que coincidem, e que podem parecer espontâneos, são as tendências. Ditadas não apenas pelos consumidores, mas principalmente pelos formadores de opinião, por figuras midiáticas, blogueiros e jornalistas, pelos políticos e pelos próprios executivos das marcas, elas expressam o interesse desses grupos.

    E o que vemos atualmente? Os traços mais marcantes nos consumidores podem ser traduzidos pelo perfil “verde, online e consciente”. Preocupado com o meio ambiente e com um consumo sustentável, esse sujeito está online e é ativo nesse meio, além de ter acesso a informações de todos os tipos. Esta é a imagem que parece guiar milhares de pessoas como ideal a ser alcançado. E é a essa onda que as marcas tentam se adaptar.

    É a moda do sustentável. O que se vê é uma valorização da própria história do produto, que não está mais restrita a ele mesmo, mas contribui para a elaboração da história de quem o consome. As qualidades práticas dos produtos certamente contribuem para a decisão de compra: o que deixa mais branco, o que cobre melhor os brancos ou o que é mais branco. Mas, numa época em que a maioria das marcas têm acesso às mesmas tecnologias e têm produtos que agem de forma idêntica, o que passa a fazer a diferença é o plus: o que envolve o processo de fabricação e o que sua existência acarreta – o caráter social do produto.

    Por isso, o que antes era tratado apenas como bem material passa a ser vendido junto a experiências de responsabilidade social e engajamento a causas. Com esse objetivo, os especialistas se esforçam em associar as marcas a comportamentos sociais quase humanos: são ativistas, defendem o meio ambiente e os menos favorecidos, são bondosas e beneficentes e, o mais importante, não degradam a natureza. Além da generosidade corporativa, uma estratégia comercial! Tal posicionamento está motivado pelas novas ambições dos consumidores.

    O importante agora é se manter atento: nem tudo que reluz é ouro! Muitas são as empresas que pegam carona nessa tendência de forma clandestina. Talvez seja um sinal de que há uma característica que precisa ser urgentemente adicionada ao perfil do consumidor atual – verde, online, consciente E CRÍTICO!

    Fonte de inspiração: Época Negócios.

    * * * * * 3 votos.


Comentário










* Campos obrigatórios

<< voltar à página inicial

  • 85 3402.3898


  • Rua Vicente Leite, 725 60170150 Meireles Fortaleza

© 2011    Being    todos os direitos reservados